Xô Gripe

Remédios de Gripe e Resfriado

Mostrando 36 itens de 89

  1. 1
  2. 2
  3. 3

Mostrando 36 itens de 89

  1. 1
  2. 2
  3. 3

Remédios para gripes e resfriados 

Estamos vivenciando um momento em que todo o cuidado tem sido muito pouco quando nos deparamos com certos sintomas. O medo e a insegurança diante dos atuais momentos nos deixa receosos quanto a tomar medicações indicadas para estas enfermidades.

O que antes encarávamos como algo simples, sendo uma leve gripe ou resfriado, hoje pode estar deixando muitas pessoas de cabeça quente por poder significar problemas mais graves como resultado dessa infeliz pandemia que vem nos acometendo.

Sabemos que uma grande parte dos sintomas do novo vírus, são bastante semelhantes aos de uma gripe ou resfriado normais. É por isso que antes de falarmos sobre remédios apropriados para sanar gripes e resfriados, é importante mostrar os sintomas de cada uma dessas doenças e como diferenciar uma da outra. 

Lembrando que este artigo não substitui o diagnóstico médico, pois somente a partir dele é possível saber a medicação mais indicada para os devidos problemas.

Muitas das doenças que conhecemos chegam até nós através de organismos, como bactérias ou vírus. A diferença entre eles é que o primeiro é um organismo vivo e pode viver perfeitamente sem a ajuda de um hospedeiro, já o vírus é dependente e para se manter e proliferar ele precisa se instalar em um organismo vivo.

Embora alguns sintomas entre elas sejam semelhantes, é preciso se atentar quanto à evolução desses fenômenos e também quanto a sua intensidade.

  • Resfriados: Causa sintomas mais leves que as demais enfermidades. Quando resfriado pode-se sentir febre moderada, tosse, dores no corpo, leve dor de cabeça e em alguns casos um pouco de perda da voz (rouquidão)
  • Gripe: Esta já vem acompanhada de sintomas mais graves e pode durar por mais tempo, enquanto  o resfriado dura normalmente de 2 a 4 dias a gripe pode perdurar variavelmente entre 7 e 10 dias. Seus sintomas mais comuns são: febre alta, tosse, dores de cabeça e nos músculos, olhos com secreção, garganta inflamada e dolorida e bastante coriza. Ainda esta possui diversas variações como: a gripe comum, a gripe suína, a gripe variante, a gripe aviária, entre outras.
  • Novo Coronavírus: Esta doença possui diversos sintomas, sendo que a maioria deles podem ser facilmente confundidos com os falados anteriormente. Febre, e dor de cabeça. No entanto, é importante lembrar que a tosse é mais seca, e que além de dores no corpo, pode-se sentir muito cansaço. Outros sintomas menos comuns são: dor de garganta, diarreia, conjuntivite, perda de olfato ou paladar, erupção cutânea na pele ou descoloração dos dedos das mãos ou dos pés. Em alguns casos esses sintomas podem se agravar ainda mais causando falta de ar, pressão na área do peito e perda da fala. 

Como os quadros iniciais podem se agravar repentinamente dependendo da pessoa ou de qual enfermidade as acometem, é preciso se atentar ao que sente e principalmente nos cuidados com relação a facilidade de transmissão entre as pessoas. 

O resfriado não possui uma capacidade de transmissibilidade alta como a da gripe ou da covid. Estes por sua vez são altamente contagiosos. Ambientes fechados, mal ventilados e com aglomeração de pessoas, são totalmente propícios para uma taxa alta de transmissão, já que ambos são vírus que circulam pelo ar e se alojam nas superfícies por determinados períodos. 

Existe uma infinidade de medicações que auxiliam no alívio desses sintomas, a seguir vamos conhecer alguns deles. 

  • Xaropes antitussígenos - Quando se tem catarro acumulado no peito, tossir é uma ferramenta do corpo para expelir as secreções prejudiciais ao nosso sistema respiratório. No entanto, quando essa função de defesa for descartada é preciso que a tosse seja eliminada pois pode prejudicar o sistema circulatório ao diminuir o fluxo cardíaco.
  • Expectorante - Durante o processo de respiração, corremos o risco de aspirar alguma impureza. O que irá acarretar no desequilíbrio do sistema respiratório. Expectorantes auxiliam no processo de limpeza nesses casos, auxiliando o pulmão a eliminar o catarro que obstrui as vias respiratórias.
  • Vitamina C - Esta funciona mais como uma medida preventiva, já que aumenta a imunidade. A falta dessa vitamina no nosso organismo baixa nossa imunidade e nos torna mais propícios a contrair doenças.
  • Anti-inflamatório - Atuam diretamente na inflamação em qualquer parte do corpo, no caso aqui auxiliam a desinflamar a garganta e a eliminar o pus. Também tem ação antipirética (baixam a febre) e ajudam a aliviar a dor também.
  • Antigripais - Da lista, estes são os mais comuns e mais fáceis de se usar já que não precisam necessariamente de recomendação médica para serem adquiridos. São vários tipos de remédios normalmente em uma única formulação. 

Alguns dos mais comuns são:

Estes remédios são bastante utilizados principalmente em períodos mais frios, que é quando os casos de gripes e resfriados tem um aumento considerável. 

Mas como qualquer outro tipo de medicamento, é preciso tomar cuidado com a automedicação. A consulta com um profissional da saúde é importante para saber a quantidade do remédio a ser tomado, o período, a melhor formulação para cada tipo de enfermidade e pessoa. Somente um profissional da saúde pode receitar o melhor remédio para cada caso. 

O uso em excesso desses tipos de remédios (antigripais) também não é recomendado. Usar esses medicamentos de maneira indiscriminada pode acarretar em complicações mais sérias para o corpo. Como muitos usam a substância fenilefrina em sua composição, acabam por causar a longo prazo problemas relacionados ao aumento da pressão arterial, possibilidades de derrame, infarto e arritmia. 

É preciso destacar que esses tipos de remédios não são feitos para curar um quadro gripal, mas sim aliviar os seus sintomas em conjunto com outras medidas. A maioria desses medicamentos tem o início de seu efeito rápido.

Contra indicações 

É contra indicado para pessoas asmáticas, que possuam problemas de hipertensão, problemas cardíacos, entre outros.

Métodos preventivos 

Sabendo que a melhor forma de se cuidar é a partir da prevenção, deixamos aqui também uma rica lista de hábitos saudáveis que podem ajudar a se precaver antes de ser acometido por qualquer tipo de doença. São formulações simples que podem ajudar a evitar diversos tipos de enfermidades. 

Busque por lugares mais arejados e com poucas pessoas. Nem sempre é possível realizar esse intento, às vezes não temos escolhas quanto aos lugares que precisamos estar ou mesmo frequentar, mas sempre que puder evitar será a melhor opção. 

Como a gripe é um vírus altamente transmissível entre as pessoas, quanto menos arejado o ambiente mais propício será para a sua disseminação, pois ele estará circulando no ar em uma ambiente fechado e quanto mais pessoas houver, maior a probabilidade de alguém já estar contaminado e passar para os demais. 

Evite ambientes secos: Sabendo que a umidade da mucosa e das vias aéreas é uma defesa do sistema respiratório para tentar evitar que substâncias nocivas entrem pelo nariz ou pela boca, manter-se em ambientes mais secos (lugares com ar condicionado ou mesmo aquecedores) pode desequilibrar esse processo provocando assim uma maior propensão para se contrair um vírus. 

Vacina: Com a ajuda dela para produzir os anticorpos, este continua sendo um dos melhores métodos preventivos contra os sintomas da gripe. 

Alimentação adequada: Uma das melhores formas de se manter a saúde em dia e consequentemente a imunidade forte e apta a lutar contra um vírus sempre será manter a devida atenção ao que se come no dia a dia. Saber escolher os alimentos com sabedoria é com certeza uma das maneiras mais efetivas de se manter uma saúde equilibrada. 

Água, muita água: Manter o corpo sempre muito bem hidratado é condição minimamente básica para ter saúde. A hidratação efetiva do corpo tem relação com a prevenção a diversos tipos de doenças. 

Lave as mãos frequentemente: Os vírus, como falado anteriormente, podem sobreviver por um determinado tempo fora de um corpo hospedeiro, Pode ser no ar (por isso a importância de manter o ambiente arejado) mas também em superfícies. Então, quando você toca o nariz ou a boca após tocar em algo que esteja contaminado, fatalmente poderá ser contrair alguma coisa. 

Com o hábito frequente de lavar as mãos, pode-se evitar uma contaminação. Uma outra forma de manter as mãos livres de um contágio mesmo estando em um lugar onde não se possa lavá-las naquele momento é carregar consigo sempre um frasco de álcool em gel. Este auxilia a matar vírus e bactérias que prejudicam a nossa saúde. 

Hábitos saudáveis: Embora não seja fácil para muitas pessoas, seja por falta de tempo ou mesmo de vontade, é fato comprovado que exercitar-se é benéfico para a saúde em muitos pontos. Além de diminuir os níveis de cortisol (hormônio responsável pelo stress) ainda aumentam os níveis de serotonina (hormônio responsável pelo bem estar) diminui o risco de doenças no coração, pressão alta, entre outras. São tantos benefícios que nem poderíamos enumerar todos aqui. O fato é que quando o seu corpo está bem ele se encontra muito menos suscetível a contrair qualquer tipo de doença. 

Busque sempre o acompanhamento médico caso tenha dúvidas sobre os seus sintomas. 

Fechar

Clique aqui e saiba mais sobre a nossa
Política de Envio.
Consulte no rodapé da loja nossas políticas.